O Programa Voluntário Ambiental do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) oferece uma bela oportunidade para interessados doarem parte do seu tempo e seus talentos para os Parques Estaduais da Pedra Branca (RJ) e da Serra da Tiririca (RJ), e para o Refúgio da Vida Silvestre do Médio Paraíba (RJ). A iniciativa tem como objetivo aproximar os cidadãos das práticas sustentáveis na gestão do meio ambiente, promovendo a sensibilização e o aprendizado sobre questões ambientais e o intercâmbio de experiências com os profissionais da área.

“As seleções para voluntariado ambiental do Inea têm recebido uma grande procura, com cerca de quatro candidatos por vaga oferecida, e muitos deles têm grande qualificação técnica, com mestrado e doutorado. A intenção é que todos ganhem com este processo: a unidade de conservação, por contar com o apoio de mais cidadãos na proteção de sua biodiversidade; os voluntários, por somarem experiência e terem a oportunidade de colaborar com um trabalho prazeroso, relevante e útil; e a sociedade, que poderá desfrutar de áreas mais bem conservadas, com trilhas bem manejadas e com melhor recepção aos visitantes”, explicou a coordenadora do Programa Voluntário Ambiental, Geisy Leopoldo.

“O trabalho superou as nossas expectativas pelo comprometimento, pró atividade e pelo trabalho de excelência que os voluntários desenvolveram. Eles trouxeram uma bagagem de informações sobre trilhas. Essas informações estão reunidas em um manual que pretendemos lançar em breve. Além disso, os visitantes também aprovaram a atuação deles”, disse a subchefe do Parque Estadual da Pedra Branca, Vanessa Teixeira.

Voluntariado no Parque Estadual da Pedra Branca (RJ). Foto: Divulgação/Inea

Voluntariado no Parque Estadual da Pedra Branca (RJ). Foto: Divulgação/Inea

A iniciativa foi tão positiva que o Inea pretende lançar, provavelmente em setembro, o segundo edital para o Programa Voluntário Ambiental no Parque Estadual da Pedra Branca. O número de vagas ainda está sendo definido, mas as futuros voluntários poderão atuar nas áreas de educação ambiental, apoio ao visitante e manejo de trilhas.

No Parque Estadual da Serra da Tiririca, que abrange partes dos municípios de Niterói e Maricá, houve a admissão de cinco voluntários em novembro de 2016, cujo trabalho já foi encerrado. Outros 15 voluntários foram admitidos em maio de 2017 para atuação no parque por um período de seis meses.

O Programa Voluntário Ambiental foi estendido para o Refúgio da Vida Silvestre do Médio Paraíba. Os seis voluntários já foram selecionados e começarão a atuar na unidade de conservação no final deste mês por um período de seis meses.