A Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) iniciou um projeto em parceria com a Universidade de Southampton, na Inglaterra, que tem o objetivo de estudar e propor novas metodologias para as análises da poluição atmosférica em áreas urbanas.

O projeto é uma iniciativa do Núcleo de Estudos da Qualidade do Ar (NQualiAr), vinculado ao Programa de Pós-graduação em Engenharia Ambiental, com duração de um ano, e será inteiramente financiado com recursos do Newton Fund, da Academia Real de Engenharia do Reino Unido.

A proposta do projeto “Modelagem matemática dos mecanismos de transferência de massa sobre uma área urbana: um estudo LES e DNS” é de ampliar o entendimento sobre processos de movimentação de poluentes no ar das cidades, permitindo o desenvolvimento de modelos mais práticos e rápidos para o uso de agências reguladoras ambientais.

Neste contexto, o esperado é que os resultados do projeto permitam que órgãos ambientais tomem ações de gestão sobre a qualidade do ar de maneira mais rápida e eficiente. O estudo usará técnicas avançadas de medição de mudanças atmosféricas, baseadas nos métodos de Simulação de Grandes Redemoinhos (LES, em inglês) e Simulação Numérica Direta (DNS, em inglês).

Pela Ufes, a coordenação do projeto é da professora do Programa de Pós-graduação em Engenharia Ambiental Jane Meri Santos, e pela Universidade de Southampton, o professor Zheng-Tong Xie, vinculado à Faculdade de Engenharia e Meio Ambiente. Ainda fazem parte da equipe os pesquisadores da Ufes, Neyval Costa Reis Júnior, Davidson Moreira, Bruno Furieri, Elisa Goulart, Israel Bahia Costa e Cristina Lima de Moraes.

Os recursos do Newton Fund serão utilizados para as despesas de viagens dos pesquisadores das duas universidades nas visitas técnicas no Brasil e na Inglaterra. A entidade, que leva o nome em homenagem ao cientista Isaac Newton, é um órgão do governo do Reino Unido criado para promover parcerias para a inovação científica com países em desenvolvimento, visando avanços econômicos e de bem estar social.