26
out

Weleda implementa programa de descarte de medicamentos em farmácia

Preocupada com o problema ambiental do País, a Weleda iniciou seu projeto de coleta de embalagens e medicamentos de qualquer laboratório em SP

A Weleda, marca suíça de medicamentos antroposóficos e cosméticos naturais orgânicos, em parceria, com a First Ambiental, empresa de coleta seletiva logística reversa e descarte responsável, instalou na sua farmácia de Santo Amaro, em São Paulo, uma estação de coleta de embalagens e medicamentos de qualquer laboratório

O descarte incorreto de resíduos de medicamentos é uma questão grave enfrentada pelo mundo hoje.

O Brasil é o sexto país – caminhando a passos largos para a quinta posição – com maior volume de vendas de medicamentos e, segundo dados divulgados pelo Ministério do Meio Ambiente, estima-se que, por ano, o País acumula um total entre 4,1 mil e 13,8 mil toneladas de resíduos domiciliares.

Além dessa grande circulação, a maior parte da população não se desfaz dos produtos adequadamente.

Cerca de 20% é descartado em vasos sanitários, pias ou lixos domésticos.

E isso desencadeia um grande problema ambiental: cada quilo descartado de forma incorreta, pode contaminar até 450 mil litros de água.

Por essa razão, em junho deste ano foi publicado o Decreto Presidencial nº 10.388 que regulamenta o sistema de logística reversa no País, colocando a responsabilidade nas empresas pelo direcionamento do descarte correto de medicamentos a partir de 2021.

Apesar de os medicamentos Weleda serem naturais e não poluírem o meio ambiente, eles também são objeto de descarte correto segundo a legislação.

A empresa pretende iniciar seu projeto em uma farmácia modelo, Santo Amaro, e depois ampliar para suas outras franquias e parceiros comerciais, incluindo as grandes redes de farmácias.

Desde setembro os consumidores poderem descartar o que está em desuso, vencido ou acabado no totem com coleta seletiva de três tipos: sólidos, líquidos e embalagens.

Coleta

Regularmente a First Ambiental fará a coleta e destinará os resíduos para reciclagem, coprocessamento ou incineração e destinará o resíduo para o em local correto e seguro.

“Já imaginávamos a Weleda como usuária modelo do nosso trabalho, uma vez que compartilhamos dos mesmos valores: Respeito ao Meio Ambiente, Sustentabilidade e Governança (ESG)”, diz o CEO da First Ambiental, José Romeu Vichier Filho

“A iniciativa caminha em linha com o que acreditamos e com os diversos projetos sustentáveis consolidados ao redor do mundo. A logística reversa é primordial. Estamos assumindo como nossa responsabilidade também o descarte correto de tudo aquilo que o setor farmacêutico comercializa para garantir o funcionamento harmônico do meio em que todos nós estamos inseridos”, afirma a CEO da Weleda América Latina, Maria Claudia Pontes.

Fonte: https://pharmainnovation.com.br/

A